RÓTULOS IMPLÍCITOS

Sim, terminou-se o carnaval… talvez ainda tenha o Enterro dos Ossos, mas já são quase 3h de quarta-feira de cinzas.

Comecei a pensar várias coisas a respeito do projeto de lei que a Martha Suplicy está a defender a respeito da homofobia ser crime.
Acho que em qualquer lugar que me conheçam, sabem que sou totalmente a favor do projeto… mas acho que o projeto ser aprovado… ok, beleza… mas e as “leis e rótulos implícitos”, quem os derruba ou aprova???

Falo nos implícitos pq esses são os mais difíceis de derrubar. Estava me lembrando o caso do cara q teve q sair do exercito por ter assumido que era gay. Não tem nenhum papel escrito as normas de se ser um soldado… nem tem nenhum (suposto) “art. 3.420” que diz que “pra ser soldado precisa, necessariamente ser heterossexual, homofóbico…” sendo assim, na minha opinião fica mais difícil de se derrubar determinados rótulos e leis implícitas. Se tivesse explicito isso, a lei derrubaria e pronto, seria crime ter qualquer ato homofóbico no quartel. Mas como não há nada no papel as coisas acontecerão como acontecem hj: por debaixo dos panos.

Talvez seja meio incoerente o que falei… a lei ajudará mto, mas em pontos muito específicos e explícitos (como os homossexuais q apanharam e os que foram mortos na Av. Paulista em Sampa).

Tenho muita fé (mesmo sendo ateísta) nesse proj de lei, mas tenho plena consciência d q a melhora dos padrões de comportamentos brasileiros e pra eles mudarem… só tem um caminho: EDUCAÇÃO. E não falo apenas em escolas… falo em tudo… acho inconcebível, professores e profissionais da saúde homofóbicos ou com algum tipo de preconceito.

Imagina pra cabeça das crianças que alem da mãe, tem um (a) professor(a) como pessoas q ele quer ser quando crescer, e justamente essas pessoas ensinam o que é “normal” ou não (principalmente nas aulas de Biologia). Eis que tu sai da aula pensando que sexo só é possível com o outro sexo e q o sai dali não é mto bem visto. Chega em casa, olha TV e na TV aparece noticias sobre para gay ou qualquer coisa do gênero e tu escuta “pronto, agora a viadagem vai tomar conta”.

A minha orientadora da graduação, a prof Dra. Hildegard Pohl sempre dizia que a criança nasce sem preconceitos… nós que inserimos certos costumes e comportamentos nelas. Lembro-me, de durante as orientações do TCC, que conversávamos mto sobre diversas coisas que permeavam meu trabalho. Eis que uma outra prof numa aula de Educação Física Escolar fazia praticas q me deixavam mto indignada. Quando tínhamos aulas praticas (entre nos colegas) sobre atividades que poderíamos fazer nas escolas, ela sempre dizia “quando fizermos um circulo, coluna ou fileira sempre intercalem menino-menina-menino-menina… nunca deixem menino-menino ou menina-menina só depois se sobrar”. Aquilo fervia meus olhos, mas na época eu era bolsista justamente dessa professora (faculdade particular nos faz passar por coisas quase incontáveis). Aonde qro chegar com tudo isso? É nessas coisas q lei nenhuma derruba que me preocupa. A lei ajuda um monte, mas essa professora não vai mudar a pratica dela. E o q é pior, meus colegas sempre elogiavam essa prof homofobica (sim pq não era só isso, era o q esse ensinamento gerava e as outras coisas q ela dizia q eu apaguei p não ter um câncer em plena facul) e criticavam a minha orientadora.

Imagina, só na Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) se formam algo em torno de 100 prof de Educação Física… qtos desses vão chegar nas escolas com pensamentos e comportamentos homofobicos, racistas, etc…??? É esse tipo de coisa q a lei não derruba logo de cara, infelizmente.

É estranho chegar num ensino superior e ver que as pessoas não são diferentes daquelas do 1º e 2ºgrau. E nem na Residência… e volto a dizer professores e profissionais da saúde deveriam fazer algum tipo d “teste psicológico anti-homofobico”. Que valores ensinam-se? Atender paciente com cara de “nossa que bicha/sapatao”. Ou chegar numa escola “ta chutando q nem viado”. PORRA que isso? Sério.

Ensinam os professores a serem preconceituosos e ensinam-se alunos a serem homofobicos ou q tenham qualquer tipo de preconceito. A lei é um grande passo, mas precisamos de mais professores Hildegard, Leony, Felipe, Miguel… hehehehehe sim meus colegas da facul com quem conversava horrores sobre varias coisas. Costumo a dizer que a Leony é uma hetero de verdade. Não ela nunca provou, mas é tão aberta que me sinto a vontade pra falar as coisas mais absurdas pra ela. O Felipe e o Miguel são meus homens amados, heteros tb, mas com uma compreensão “da coisa” fora do comum (não eles tb nunca provaram).

Acabei falando de coisas minhas, não pela minha vida ser uma tragédia mexicana, mas pra conseguir exemplificar as coisas.

Tentando fazer link com isso tudo que falei, acho que devo colocar que pra mim é inconcebível a idéia de alguém da causa LGBTT seja de direita. Aí vão vir dizer que “ahh mas tem os sociais democratas que aceitam”… eles aceitam pra ter um mercado a mais… eles não defendem a causa, eles apenas viram q estavam perdendo dinheiro não abrindo mercado pra galera LGBTT”, resumindo eles não apóiam a causa, eles apóiam o dinheiro. E embora eu tenha zilhões de críticas a Martha Suplicy… quem ta defendendo o projeto de lei? O PT… embora, dentro do PT tenham correntes mais conservadoras, é O PT que ta puxando isso e adivinhem quem ta tentando derrubar? PSDB e DEM. Acho que não preciso comentar mais nada né. E sim conheço gente da causa q é filiada e td no PSDB… inconcebível, na minha cabeça… ta eu sei q eu teria q ser mais flexível, mas com política, NÃO DÁ!!!

Não sei como fechar esse post, mas to sem mais nada a escrever.

Então, sendo assim termino aqui.

Há braços coletivos… e vamos lá…. Homofobia é crime… não há mais o q ser discutido. Quantos morreram por não ter algo explicito q os defendam.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado . Guardar link permanente.

3 respostas para RÓTULOS IMPLÍCITOS

  1. Roberta disse:

    falta respeito e educação, principalmente respeito porque conheço pessoas sem nenhum estudo, interiorzão mesmo que sabem lidar mais facilmente com questões como essa.Agora as leis no Brasil, sabe como é, sempre quem comete a infração tem direito a recursos infindos, e a pessoa agredida não tem direito nem a um auxílio psicológico…enfim eu torço pela lei, mas torço principalmente que o respeito não precise ser imposto.bj

    • nao sei se concordo com a ultima parte… acho q qm agride precisa d ajuda psicologica… imagina como é pra alguem q sofre pressao pra ser mto macho ou uma “mulherzinha” (desculpa o termo usado)… é foda… na real os agressres tb sao vitmas… odeio admitir isso, mas como trabalho com Saude Mental… sei lá… os homofobicos apenas nao sabem lidar com o q sentem… “apenas”… pois ja diria Freud todo homofobico é um homossexual em potencial… (ta ele nao disse assim, mas enfim eu estudo o tio).

      A Educação perpassa varios niveis, falo dos formais pq eles explicitam mto do q há nos informais (implicito x explicito)
      Que bom q comentastes guria… seguimos discutindo

      Bjao

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s